Dia 27 de Novembro dia do Engenheiro e do Técnico de Segurança do Trabalho


A todos os profissionais dedicam seu tempo na prevenção de acidentes.

Parabéns!!!!!

27 de Novembro | Dia do Técnico e Engenheiro de Segurança do Trabalho



Homenagem do canal Melero Channel ao Dia do Técnico e Engenheiro de Segurança do Trabalho. Melero Channel é um novo jeito de comunicar segurança do trabalho idealizado por Leandro Melero, especialista em Segurança do Trabalho.

Fonte : Licença padrão do YouTube Malero Channel

Utilização de Resíduos Indústria do Cimento - Coprocessamento - Vídeo


A industria cimenteira está conseguindo acabar com os resíduos através do coprocessamento, utilizando resíduos, utilizando como fonte de energia na transformação do cimento.

Diante da problemática do que fazer com os resíduos altamente poluente resto de tintas, borra de petróleo, borra do alumínio, solventes, plásticos, borrachas, entulho e até mesmo solos contaminados, pneus usados gerados pelas empresas, a grande questão é o que fazer com os resíduos que causam danos ao meio ambiente e o que fazer com eles para eliminá-los?
Com coprocessamento na industria de cimento ajuda significativamente ao meio ambiente com ganhos para a própria indústria.
O que é lixo pra alguns aqui é combustível alternativo e eventualmente até mesmo utilizado como matéria prima na fabricação de cimento, sem perder a qualidade.
Para licenciamento do processo de coprocessamento é necessário atender rigorosos critérios ambientais de monitoramento de emissões atmosférica, saúde dos funcionários, etc...
São 800 mil de toneladas de resíduos aproveitadas por ano nas indústria de cimento e eliminados para sempre do meio ambiente.

Todos nós ganhamos com isso!!!! 


A partir de 16 de novembro 2017 o serviço de notificação de emergências da Defesa Civil - Gratuito

A Partir de 16 de novembro de 2017 todos os celulares vão receber alertas de risco e situações de emergências na região que ela mora., através de mensagem por SMS.  
O cadastramento é fácil e gratuito, será uma ferramenta de grande utilidade a nossa sociedade, que ira facilitar na antecipação e orientação na prevenção de sinistros diversos. 





Fonte: Defesa Civil

Decreto 9.177/2017 - Resíduos e embalagens sujeitos à logística reversa.

Decreto 9.177/17 regulamentou a Lei de Resíduos Sólidos - Lei 12.305/17 e estabeleceu normas para assegurar a isonomia na fiscalização e no cumprimento das obrigações imputadas aos fabricantes, aos importadores, aos distribuidores e aos comerciantes de produtos, seus resíduos e suas embalagens sujeitos à logística reversa obrigatória.

Resultado de imagem para coleta de lixo
Confira o decreto na íntegra

DECRETO Nº 9.177, DE 23 DE OUTUBRO DE 2017


Regulamenta o art. 33 da Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, e complementa os art. 16 e art. 17 do Decreto nº 7.404, de 23 de dezembro de 2010 e dá outras providências.


O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituição, e tendo em vista o disposto nos art. 33 e art. 34 da Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010,

DECRETA:


Art. 1º Este Decreto estabelece normas para assegurar a isonomia na fiscalização e no cumprimento das obrigações imputadas aos fabricantes, aos importadores, aos distribuidores e aos comerciantes de produtos, seus resíduos e suas embalagens sujeitos à logística reversa obrigatória.

Art. 2º Os fabricantes, os importadores, os distribuidores e os comerciantes de produtos, seus resíduos e suas embalagens aos quais se refere o caput do art. 33 da Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, e de outros produtos, seus resíduos ou suas embalagens objeto de logística reversa na forma do § 1º do referido artigo, não signatários de acordo setorial ou termo de compromisso firmado com a União, são obrigados a estruturar e implementar sistemas de logística reversa, consideradas as mesmas obrigações imputáveis aos signatários e aos aderentes de acordo setorial firmado com a União.

§ 1º As obrigações a que se refere o caput incluem os dispositivos referentes às etapas de operacionalização, aos prazos, às metas, aos controles e aos registros da operacionalização dos sistemas de logística reversa, aos planos de comunicação, às avaliações e aos monitoramentos dos sistemas, às penalidades e às obrigações específicas imputáveis aos fabricantes, aos importadores, aos distribuidores e aos comerciantes.

§ 2º Eventuais revisões dos termos e das condições previstos em acordo setorial firmado com a União, consubstanciadas em termos aditivos e que alterem as obrigações de que tratam este artigo, serão atendidas pelos fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes referidos no caput.

Art. 3º Os fabricantes, os importadores, os distribuidores e os comerciantes de que trata o art. 2º poderão firmar termo de compromisso com a União para implementação de sistema de logística reversa próprio, nos termos do disposto na Lei nº 12.305, de 2010, e no Decreto nº 7.404, de 23 de dezembro de 2010.

Art. 4º A celebração de acordos setoriais ou termos de compromisso em âmbito estadual, distrital ou municipal não altera as obrigações dos fabricantes, dos importadores, dos distribuidores e dos comerciantes de que trata o art. 2º e serão compatíveis com as normas previstas em acordo setorial ou termo de compromisso firmado com a União, conforme o disposto no art. 34, § 1º, da Lei nº 12.305, de 2010, ressalvadas as hipóteses de aplicação do disposto no § 2º do art. 34 da referida Lei.

Art. 5º Em caso de descumprimento das obrigações previstas em acordo setorial ou termo de compromisso, inclusive daquelas decorrentes do disposto no art. 2º ou no art. 3º, aplicam-se aos signatários, aos aderentes e aos não signatários as penalidades previstas na legislação ambiental.

Parágrafo único. A fiscalização do cumprimento das obrigações previstas em acordo setorial ou termo de compromisso caberá aos órgãos executores, seccionais e locais do Sistema Nacional do Meio Ambiente, definidos pela Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, e pelos seus regulamentos, sem prejuízo da competência de outros órgãos e entidades públicos.

Art. 6º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Brasília, 23 de outubro de 2017; 196º da Independência e 129º da República.

MICHEL TEMER
Marcelo Cruz

Este texto não substitui o publicado no DOU de 24.10.2017

Fonte: Decreto decreto 9.177/2017

Lugares incríveis: Glass Beach, a praia de vidro na Califórnia

20/05/2013 por culturapopnaweb


Vista da Glass Beach, em Fort Bragg, Califórnia. (reprodução)

Uma frase que melhor resume Glass Beach é “a praia que fez do lixo um tesouro”. Localizada no MacKerricher State Park, próximo à cidade de Fort Bragg (no norte do estado da Califórnia), a exótica praia é formada por um tapete de pedras de vidro multicolorido que brilham sob a luz do sol.

Mas, quais as origens desta praia formada por pedaços de vidro e que tanto encanta os turistas que a visitam?

Bem, o vidro é proveniente do lixo doméstico que os moradores da região simplesmente atiravam dos penhascos que contornam a costa da região no início do século XX. Tudo era descartado no mar: lixo, garrafas, eletrodomésticos e até mesmo carros velhos! Algo impensável para os dias atuais, mas que naquela época era uma prática comum. A situação chegava a tamanho descontrole que, às vezes, incêndios eram iniciados para reduzir o tamanho da pilha de lixo abandonado no local.

Mais uma imagem da bela praia. (reprodução)

Foi apenas em 1967 que as autoridades locais resolveram colocar um fim na prática ilegal: fecharam toda a área e iniciaram uma série de programas de limpeza e recuperação ambiental. Com o passar dos anos, as ondas do mar que atingiam a praia foram quebrando e lapidando o vidro e cerâmica abandonados em pequenos, coloridos e lisos pedaços, que se misturaram à areia da praia e formaram um verdadeiro caleidoscópio de formas e cores que hoje caracteriza a Glass Beach. É a natureza solucionando um erro humano!

Detalhe dos vidros coloridos da Glass Beach. (reprodução)

Conheça a praia formada por garrafas de vidro na Rússia

Sabe aquela história de “jogue lixo no lixo”? Tenho certeza que você já ouviu muito este ensinamento básico de cuidado com a natureza, mas nem sempre é assim. Na Rússia, durante a época da União Soviética, a praia da baía de Ussuri era local de despejo de porcelana e garrafas vazias de vodka, cerveja, whisky… O lugar tinha tudo para continuar a ser desprezado, porém, a natureza decidiu intervir e transformá-lo em um lindo ponto turístico!

A transformação dos cacos de vidros se deu graças ao atrito com a água do mar, os rochedos e a areia. Conhecido como “Praia do Vidro”, o local está próximo à cidade de Vladivostok e pode receber turistas. Confira a beleza deste paraíso cristalizado nas imagens abaixo:

Foto: Anna Pozharskaya/The Siberian Times

Foto: Anna Pozharskaya/The Siberian Times

Foto: @ula1673/The Siberian Times

O que achou desta demonstração do poder da natureza? Acontecimentos assim nos lembram de como é importante preservá-la!

Logística Reversa: significado na Lei de Resíduos Sólidos.

Você sabe o que vem a ser Logística Reversa? A Lei 12.305/10 - Lei de Resíduos Sólidos instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos aborda o tema da da Logística Reversa, assunto de extrema importância para o meio ambiente e para a economia, bem como de grande significado para a sustentabilidade e o desenvolvimento sustentável.
Transporte de resíduos
by Pixabay - stevepb - Transporte de resíduos

Lei 12.305/10 - Lei de Resíduos Sólidos e o significado da Logística Reversa.


O que é Logística Reversa?


Segundo a lei 12.305/10 logística reversa é instrumento de desenvolvimento econômico e social caracterizado por um conjunto de ações, procedimentos e meios destinados a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos ao setor empresarial, para reaproveitamento, em seu ciclo ou em outros ciclos produtivos, ou outra destinação final ambientalmente adequada.


Qual é a importância da logística reversa?


Segundo o Art. 8 da lei ela é um dos instrumentos da Política Nacional de Resíduos Sólidos, como a coleta seletiva e todos os sistemas de logística reversa ou outras ferramentas relacionadas à implementação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos.

Quem deve implantar a logística reversa?


O Art. 33 a lei 12.305/10 aponta que são obrigados a estruturar e implementar sistemas de logística reversa, mediante retorno dos produtos após o uso pelo consumidor, de forma independente do serviço público de limpeza urbana e de manejo dos resíduos sólidos, os fabricantes, importadores, distribuidores e comerciantes de:


· I - agrotóxicos, seus resíduos e embalagens, assim como outros produtos cuja embalagem, após o uso, constitua resíduo perigoso, observadas as regras de gerenciamento de resíduos perigosos previstas em lei ou regulamento, em normas estabelecidas pelos órgãos do Sisnama, do SNVS e do Suasa, ou em normas técnicas;

· II - pilhas e baterias;

· III - pneus;

· IV - óleos lubrificantes, seus resíduos e embalagens;

· V - lâmpadas fluorescentes, de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista;


· VI - produtos eletroeletrônicos e seus componentes. 



Assista ao vídeo abaixo sobre logística reversa disponível no Canal do Youtube


Fonte: BRASIL - Lei 12.305/10 - Lei de Resíduos Sólidos. Disponível em www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12305.htm
acessado em 09/11/2016
Por Ronaldo G. da Silva

Pedra Redonda / Mantiqueira - DRONE DA MONTANHA


DRONE DA MONTANHA - PEDRA REDONDA/MANTIQUEIRA from DRONE DA MONTANHA on Vimeo.


Um local Mágico e uma musica que marcou uma fase muito boa/ruim da minha vida. 

Dentre as artes, a música é a única que, ao mesmo tempo, é completamente abstrata e profundamente emocional. Não tem o poder de representar nada que seja especifico ou externo, mas tem o poder exclusivo de expressar estados íntimos ou sentimentos. 
Voz e Violão: Stefano (youtube.com/channel/UCU5X...)
Musica: Los Hermanos

ITATIAIA - GERAÇÕES E MONTANHAS de DRONE DA MONTANHA


ITATIAIA - GERAÇÕES E MONTANHAS from DRONE DA MONTANHA on Vimeo.



Montanhismo, escalada, conquistas e a paixão pelo montanhismo. Como é viver isso em gerações!?
Um pouco da história de Igor Spanner e JulioSpanner (Veio da Toca), família que se mistura a história e trajetória do Parque Nacional do Itatiaia.

Camêras: Vitor Nunes, Gabriel Tarso, Samuel Oscar
Foto Capa: Helena Nakahara


Fonte Vímeo Done da Montanha


Uma pessoa ruim nunca será um bom profissional




“Uma pessoa ruim nunca será um bom profissional”, afirmou o pai das inteligências múltiplas, Howard Gardner, em uma entrevista concedida ao jornal espanhol La Vanguardia.

Essa entrevista trouxe reflexões muito interessantes e, com isso, nos deu a possibilidade de amadurecer uma ideia que é o reflexo de uma verdade arrasadora. Somente as pessoas boas podem vir a ser excelentes profissionais. As pessoas ruins, por sua vez, nunca chegarão a isto, mesmo sendo verdade que possam alcançar grande perícia técnica.

Isto nos leva a pensar na possibilidade de classificar as pessoas em boas e más. Realmente esta diferenciação parece fictícia, pois os seres humanos não são uma dicotomia, mas sim uma amálgama de qualidades.

Estas qualidades, obviamente, podem ser entendidas como boas ou ruins. Quando colocamos na balança a combinação delas, talvez pese mais a parte obscura do que a brilhante; esse é justamente o sentido da frase que encabeça o artigo.
-Howard Gardner-

Semana Nacional do Trânsito de 18 a 25 de setembro — Dia do Trânsito (Vídeos)






VEJA OS VÍDEOS














O que você pode fazer para sustentabilidade?

Adotar estilos de vida mais equilibrados e amigáveis com o meio ambiente é fundamental para o planeta. Há muitas coisas que você pode fazer no seu dia a dia, basta ter disposição e prestar atenção no caminho. O planeta e a vida agradecem!


  1. Prefira veículos com combustíveis alternativos, mais econômicos e menos poluentes, como o etanol, por exemplo.
  2. Troque as lâmpadas incandescentes por versões fluorescentes.
  3. Prefira eletrodomésticos que tenham avaliação A no selo Procel.
  4. Aproveite sempre os dois lados das folhas de papel.
  5. Desligue o monitor do computador quando não estiver trabalhando.
  6. Evite usar sacolas descartáveis nas compras de supermercado.
  7. Sempre que possível, evite utilizar seu carro. Ande mais de bicicleta, caminhe e utilize mais transportes públicos.
  8. Calibre sempre o pneu do seu carro e economize combustível.

15 Dicas Para uma Vida Mais Sustentável

É possível melhorar o ambiente mudando hábitos do cotidiano. Se você seguir o roteiro abaixo, também pode colaborar.

1. Economize água

Não deixe a torneira aberta mais tempo que o necessário e conserte vazamentos rapidamente. Uma única torneira pingando pouco mais de uma gota por segundo pode desperdiçar, em um dia, 46 litros de água, Troque a descarga do vaso sanitário por um modelo de 6 litros . O custo da troca é compensado pela economia de água, já que as descargas convencionais gastam, em média ,13 litros a cada uso. Outra alternativa é colocar, dentro da caixa de descarga, duas garrafas plásticas de refrigerante de 2 litros com areia dentro. a medida diminui em 4 litroso consumo de água a cada uso. Construa cisternas para armazernar a água da chuva. depois, use-a para lavar o quintal. a água do último enxágue da máquina de lavar roupa também pode ser usada para regar as plantas - os resíduos de sabão funcionam como adubo. Se tiver piscina em casa , mantenha-a coberta. Em regiões quentes, a evaporação pelo calor pode causar perda de até 3 centímetros de água em uma semana. em uma piscina de 50 metros quadrados de superfície , isso equivale a 1.500 litros por semana.

2.Prefira produtos biodegradáveis

Vários produtos de limpeza e higiene contêm substâncias químicas tôxicas. Algumas demoram a se degradar no meio ambiente. Substitua produtos de limpeza à base de cloro por vinagre ( para desengordurar) e bicarbonato de sódio ( para limpar pias e vasos sanitários). Xampus e detergentes para louça costumam conter fosfato, nitriente que provoca crescimento acelerado de algas em rios e lagos.As algas consomem o oxigênio da água e causam mortandade de peixes.

3.Procure alimentos orgânicos

O consumo de produtos orgânicos beneficia, em primeiro lugar , a saúde. Esses alimentos não têm antibióticos, pesticidas ou metais pesados, Os orgânicos promovem também também a melhoria ambiental, pois são produzidos sem o acréscimo de aditivos químicos ou pesticidas ao solo. Eles também respeitam as diferentes épocas de safra - ao contrário das monoculturas, cultivadas o ano inteiro à custa de agrotóxicos e prejuízo à biodiversidade. A dieta das sociedades modernas limita-se a cerca de cem espécies ( com predominância de trigo, arroz, milho e batata).Essa falta de diversidade incentiva a monocultura e o desmatamento. Mais existem 75 mil espécies que podem ser incluídas no cardápio . Prefira produtos nativos, produzidos na região onde você mora. se os Orgânicos forem caros, inclua pelo menos alguns produtos sem agrotóxico nas compras, è uma maneira de incentivar a produção e , no longo prazo, tornar os orgânicos mais baratos.

4.Consuma menos carne

A pecuéria bovina é a maior responsável pelo desmatamento no Brasil. Além disso, a produção de suínos e aves consome grande parte da produçãode grãos, o que pressiona as florestas. A suinocultura também é responsável pela contaminação de rios, lagos e represas. Um porco produz dejetos equivalentes aos de oito seres humanos. Boa parte dos peixes e produtos marinhos é capturada por meio de técnicas predatórias, como o arrastão, e 30% do que vem na rede é jogado fora depois.

5.Não crie animais silvetres

ter espécies nativa é , em primeiro lugar, crime previsto em lei. Contribui para a extinção daquela espécie na natureza. Antes de chegar às lojas e feiras, os animais silvestres quase sempre são maltratados. Segundo a Ong. renctas, A rede Nacional Contra o Tráfico de animais Silvestres, 38 milhões de exemplares nativos são retirados da natureza por ano no brasil. Sò um em cada dez è vendido. Os outros morrem no caminho. se a vontade de possuir um animal silvestre for incontrolável, procure um de origem legal, proveniente de criadouro comercial registrado no Ibama. Isso vale, inclusive, para peixes ornamentais. Quase tão grave quanto manter um animal silvestre é soltá-lo de volta à natureza sem o acompanhamento de especialistas. se não morrer, o animal pode interferirem uma cadeia alimentar estável, causando danos à biodiversidade. Um exemplo são os iguanas que foram soltos na Serra do mar ( Estado de São Paulo ) e hoje competem com os predadores nativos. não compre plantas nativas como orquídeas, bromélias, xaxins e palmitos sem certificado de origem. São espécies ameaçadas de extinção e só podem ser vendidas se forem cultivadas com essa finalidade.

6.Cultive áreas verdes

Cultive gramados e jardins mantendo pavimentado apenas o que for indispensável. a infiltração no solo verde faza água chegar mais lentamente a rios, córregos e represas, e isso reduz as enchentes. se o jardim não for suspenso e estiver em contato direto com o solo, ele ajuda também a captar água para mo lençol freático. caso a impermeabilizaçã o por pavimento seja inevitável, ela pode ser minimizada com a construção de "minipiscinões" , ou reservatórios que armazenam água e a liberam aos poucos .A água pode ser usada também no jardim e na limpeza. A falta de áreas verdes é uma das maiores responsáveis pelas ilhas de calor nas cidades. No município de São paulo, adiferença de temperatura entreentre as áres rurais e as menos arborizadas chega a 10 graus Celsius. Estudos asssociam as ilhas de calos à maior intensidade das chuvas: a precipitação fica concentrada e forte, e isso favorece as enchentes, Além de oferecer conforto térmico, a vegetação urbana valoriza os imóveis e atrai a fauna, sobretudo pássaros. as ávores nativas servem de alimentos e abrigo para os animais da região.

7. Diminua o uso de embalagens

racionalize o uso de sacolas plásticas em lojas de wsupermercados. Não leve três sacolas se uma for suficiente. malhor ainda é ir às compras levando uma sacola de casa . outra opção é pedir caixas de papelão, material mais ecológoco. preste atenção à composição das embalagens. o aperfeiçoamentodas técnicas de conservação de produtos fez com que novos materiais , como papéis plástificados, ficassem mais populares e ficientes. mas essas misturas de materialdificultamt anto a degradação natural como como a reciclagem. Comprar produtos a granel é outra maneira de diminuir o consumo de embalagens. se houver a opção, escolha a embalagem mais fácil de reciclar. Em ordem de preferência : papel e papelão, vidro, lata e , por último, plástico.

8.Leia os rótulos com atenção

Além de listar os ingredientes e a data de validade, o rótulo traz a procedência. quanto mais distante for o local de origem do produto, mais transporte, mais combustível e mais embalagens foram nescessários. Veja se ele tem certificação de qualidade, como do Inmetro. Produtos de origem florestal devem ter o selo do Ibama ou do Conselho de Manejo Florestal. Produtos agrícolas devem ser certificados pela Rede de Agricultura Sustentável ( RAS). Os rótulos devem avisar se o produto e a embalagem são recicláveis ou se já são reciclados. Essa informaçaõ tem de estar clara, para que o consumidor não compre o produto achando que é reciclável, quando isso vale só para embalagem.

9.Evite produtos descartáveis

Imagine a quantidade nde plástico consumido por uma pessoa que toma dois cafés e dois copos de água por dia em copos descartáveis. Em um ano, são 1.460 copos. Mantenha uma caneca no escritório para o uso individual. Cada mulher usa, ao longo da vida, cerca 10 mil absorventes descartáveis. Apenas nos Estados Unidos são jogados fora 12 bilhões de absorventes e 7 bilhões de tampões por ano. Já existem no mercado opções recicláveis.

10.Economize energia

Prefira lâmpadas fluorescentes . além de consumir 75%menos energia, elas duram de seis a dez vezes mais que as incandescentes. Cuidado, no entanto, na hora do manuseio e descarte: algumas lâmpadas fluosrescentes contêm metais pesados , sobretudo o mercúrio matálico. prefira as nacionais às chinesas, que não seguem as mesmas restrições a esse respeito. Use melhor a luz do sol, abrindo as janelas, cortinas e persianas. Pinte as paredes internas com cores claras, que refletem a luz. o mais importante é manter o teto branco. Apague as Lâmpadas de ambientes desocupados. Use iluminação dirigida ( de spots) para leitura e trabalhos manuais. desligue da tomada equipamentos elétricos que não estiverem em uso, como TV, aparelho de som, forno de microondas. mais de 60% das habitações brasileiras usam chuveiro elétrico. Considere a possibilidade de trocar pos gás . Se puder, instale energia solar. Os preços podem chegar a R$ 8 mil para a casa de uma família de com seis pessoas, incluindo coletores, equipamentos hidráulicos e mão-de-obra. Mas a energia solar oferece economia de até 35% no consumo elétrico e quase não exige manutenção. com isso, o investimento pode ser recuperade em poucos anos.

11.Recicle lixo

Cerca de 40% do lixo encaminhado para a reciclagem volta para os lixões e aterros urbanos. Em parte, isso ocorre poeque os resíduos não são reaproveitavé is por nenhuma indústria - e também voltam aos lixões. Por isso, é importante saber exatamente o que é reciclável. Anote o que é lixo comum ( não-reaproveitá vel): papes sujos e sanitários, papel-carbono, papel de fax,plastificados, papéis mistos ( metalizados, plastificados, parafinados) , etiquetas adesivas, clipes e esponjas de aço, copos de café,sacos de salgadinho, embalagens de biscoito, isopor, filme fotográfico, misturas de plásticos com metal ( como as embalagens de queijo ralado ), espelhos,, lâmpadas, vidros planos ( como vidros de janelas). O lixo orgânico( restos de comida) também devem ir para a coleta comum, a menos que haja local próximoonde seja feita a compostagem - transformação dos resíduos em adubo. O resto ( vidros, metais, papéis, e plásticos recicláveis) deve ser encaminhado para a coleta seletiva municipal ou para as cooperativas de catadores. Use papel reciclado ou certificado , disponíveis no mercado. ao usar o computador, imprima somente o necessário, aproveitanto os dois lados das folhas.

12.tenha cuidado com resíduos perigosos

Remédios vencidos devem ser encaminhados as farmácias, que são obrigadas a recebê-los. Oficinas macânicas devem receber pneus velhos e baterias de carro . Baterias de telefone celular devem ser encaminhadasa postos de coleta ( informe-se nas lojas especializadas de telefonia). Para os aparelhos comuns, como câmaras e os brinquedos, prefira pilhas recarregáveis. A empresa brasileira Apliqim oferece reciclagem para a lâmpadas fluorescentes. Um projeto de lei em tramitação na Câmara pretende obrigar os fabricants a manter postos de coleta.Enquanto isso não ocorre, descubra se seu municipio tem algum serviço desse tipo, è importante cuidar para que a Lâmpada não se quebre. Embale-a num plástico e descarte-a em separado do resto do lixo. Equipamentos eletrônicos velhos, como aparelhosm de som ou informática, contém componentes poluentes. Só no ano passado, 100 milhões de computadores tornaram-se obsoletos e foram descartados no mundo. Venda ou doe os componentes eletronicos. Pesquise na internet organizações filantrópicas que aceitam todo o tipo de eletrônico usados, desde computadores a cartuchos de tinta s vazios até televisores, videogames e celurares. Outra opção é entregar o aparelho em oficinas técnicas autorizadas pelo fabricante.

13.Evite transporte individual

Somente na região metropolitana de São Paulo, os automóveis são responsáveis por 88% do 1,5 milhão de toneladas de monóxido de carbono despejadas diariamente na atmosfera. Por isso , uasr transporte coletivo ( sobretudo metrô e trem ) é uma importante opção em favor do meio ambiente. avalie a possibilidade em fazer parte do trajeto em transporte coletivo ( deixando, por exemplo, o carro próximo a uma estação do metrô). Procure também fazer o transporte solidário , dando carona a um colega de trabalhoou na hora levar as crianças para escola. Além de não prejudicar o meio ambiente, essas são formas de ganhar tempo,econiomizar dinheiro e fazer amigos.diminuir a quentidade de carros nas ruas também ajuda a melhorar o trânsito . Procure andar mais a pé ou de bicicleta

14.Compre carros eficientes

Ao comprar um automóvel,opte por um modelo bocombustível, que também possa rodar movido a álcool.O álcool é um combustível que não agrava o efeito estufa,pois o gás carbônico emitido pelo carro é compensado pelo que os canaviais tiram de atmosfera. Apesar disso, o álcool emite outras substâncias tóxicas, como monóxido de carbono,hidrocarbon etos e óxidos de nitrogênio, Por isso, o ideal é optar por um carro econômico, que gaste menos combústivel. regular o motor e respeitar as manutenções e revisões recomendadas pelos fabricantes são formas de diminuir as emissões de gás carbônico em 10%. è importante, ainda,cuidar do catalisador do escapamento. Respeitar a vida útil de componentes como filtros de ar e óleo evita o acúmulo de sujeira no escapamento. um jeito simples de contribuir para a preservação do meio ambiente é encher o tanque do carro apenas à noite ou no início da manhã, para evitar que os vapores emanados do tanque se transformem em ozônio um gás tóxico ) pela ação dos raios de sol.

15.Exerça seus direitos

A solução para problemas ambientais quase sempre depende de políticas públicas, como transporte urbano,saneamento básico ou leis que obriguem fornecedores a dar um destino para produtos e embalagens. è importante se informar e participar de campanhas.ONGs especializadas e associações d bairro costumam ajudar nessas horas.

Texto divulgado por Rodrigo Martins <geografeiro@yahoo.com.br> na lista Geografia do Yahoo <geografia@yahoogrupos.com.br>

Sustentabilidade


O que é sustentabilidade, conceito, desenvolvimento sustentável, gestão sustentável, meio ambiente, ações
Sustentabilidade: desenvolvimento presente garantindo o futuro das próximas gerações

Conceito de sustentabilidade 

Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Ou seja, a sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Seguindo estes parâmetros, a humanidade pode garantir o desenvolvimento sustentável.

Ações relacionadas a sustentabilidade

- Exploração dos recursos vegetais de florestas e matas de forma controlada, garantindo o replantio sempre que necessário. 

- Preservação total de áreas verdes não destinadas a exploração econômica.

- Ações que visem o incentivo à produção e consumo de alimentos orgânicos, pois estes não agridem a natureza além de serem benéficos à saúde dos seres humanos;

- Exploração dos recursos minerais (petróleo, carvão, minérios) de forma controlada, racionalizada e com planejamento.

Dia da Árvore - 21 de Setembro

Dia da Árvore
Você conhece uma árvore? Pense um pouquinho.
Aposto que você já viu muitas, muitas, muitas árvores, mas será que você conhece uma em especial? Uma árvore com a qual você brinque, converse, desfrute da sua sombra, experimente seus frutos.
Você tem alguma amiga árvore? Se a resposta for sim dê a ela um forte abraço no dia 21 de setembro porque é o dia dela. Agora, se você não tem nenhuma amiga árvore não tem problema, você pode abraçá-la mesmo assim.
As árvores são legais e simpáticas e não são de recusar carinhos nem cuidados, embora a gente esqueça o quanto elas precisam de carinho e de cuidados.
Você sabia que pode cuidar de uma árvore? E de duas? E de três? E de mil? Pode sim. Você pode cuidar dela se nunca esquecer que ela é um ser vivo como nós, que luta pra sobreviver porque gosta muito da vida. Uma forma de ajudá-las é preservá-las e a preservação começa com o conhecimento e o respeito.
E respeitar uma árvore é garantir nossa própria existência. Ela protege a terra com suas raízes sabia? E ainda nos aconchega em sua sombra, mantém o ar úmido e produz oxigênio para todos os seres da natureza. Isso sem contar os frutos deliciosos e suas propriedades terapêuticas.
Agora você entende por que toda vez que destroem uma árvore estão ameaçando nosso futuro não entende? A gente tem que lutar pela preservação da natureza, das árvores, dos animais porque lutar por eles é lutar pela vida. Faça sua parte respeitando a natureza e passe pra frente o que aprendeu aqui hoje: quem ama a vida, protege a natureza.
E não esqueça de cuidar das árvores que estão perto da sua casa, na praça mais próxima, na escola, no sítio, na praia, na casa da vovó… Se você não souber muito bem como cuidar delas é só procurar alguém que saiba. Na sua escola com certeza vão saber ensinar você.
E quando puder peça para a mamãe ou pro papai ensinarem você a plantar uma árvore bem bonita e saia falando pra todo mundo que você plantou a árvore mais linda do mundo e que ela vai ajudar a salvar o planeta. Essa fofoca é verdade e é boa de espalhar.
MAS POR QUE DIA 21 DE SETEMBRO?
O dia da árvore é comemorado em todo o mundo e em datas diferentes. Aqui no Brasil o dia 21 de setembro foi escolhido pelos índios que cultuavam as árvores no começo da primavera, época em que eles preparavam o solo para cultivo.
Agora que você já percebeu como as árvores são importantes para os demais seres vivos e para o planeta, vamos conhecer alguns riscos que nossas amigas estão correndo para refletir como podemos ajudá-las…
Plantar uma árvore: uma ação simples que pode gerar muitos frutos para o planeta!
Se cada um de nós pensasse em plantar pelo menos uma árvore durante a vida, com certeza estaríamos ajudando muito para conservação da vida e com perspectivas de um futuro melhor.
O plantio de árvores favorece diretamente a: restabelecer a regularidade do clima, melhoria do ciclo hidrológico (porque acaba melhorando a regularidade de chuvas), redução da velocidade dos ventos, aumento da diversidade e quantidade da fauna nas cidades, especialmente de pássaros, melhoria das condições acústicas, diminuindo a poluição sonora, opções de recreação e lazer em parques, praças e jardins, entre outros.
O que você deve saber se quer plantar uma árvore:
  • Verificar o local onde quer plantar para somente depois escolher o tipo de árvore;
  • Verifique a exposição ao sol - algumas espécies se adaptam melhor a sol pleno, outras pedem muita sombra;
  • Observe a distância que a árvore pode ser plantada de muros e cercas. É importante tomar cuidado com calçadas - algumas árvores têm raízes que danificam o calçamento e asfaltos;
  • Opte por fazer o plantio em períodos de pouco impacto térmico, como primavera ou outono.
  • Depois disso é só escolher a muda e seguir as instruções técnicas de plantio específicas para cada espécie!
Curiosidades
A árvore mais antiga do Brasil é um jequitibá de 3.020 anos, localizado em Santa Rita do Passa Quatro, interior de São Paulo. (fonte: http://www.eloambiental.org.br/blog/?p=38

Fonte :Smart Kids

Dia da Árvore

O Dia da Árvore é comemorado no dia 21 de Setembro.

Esta data foi escolhida por anteceder o início da Primavera no hemisfério Sul, que dependendo do ano pode ocorrer entre os dias 22 e 23 de setembro.

Apesar de ainda ser comemorado nos dias de hoje, o Dia da Árvore foi substituído pela Festa Anual das Árvores, instituída pelo decreto federal 55.795 de 24 de Fevereiro de 1965. Mesmo com esta mudança, o Dia da Árvore ainda é lembrado até hoje.

O objetivo desse dia é promover a importância da preservação das árvores e das florestas. Incentivando a proteção do meio ambiente com atitudes que trazem benefícios à natureza como plantar uma árvore ou revitalizar algum jardim que não esteja bem cuidado.

Logística Reversa e transformação de óleos no Brasil - VÍDEO

Programa Participação Popular da TV Câmara, exibido no dia 21 de agosto de 2017, que discutiu Logística Reversa e transformação de óleos no Brasil.







Brasil tem mais de 45 milhões de veículos que precisam, entre outras coisas, de óleo lubrificante para funcionar. O óleo precisa ser trocado de tempos em tempos e a média consumida por ano no país ultrapassa um bilhão de litros.
Se descartado incorretamente, um litro de óleo lubrificante usado pode poluir um milhão de litros de água, segundo o Ministério do Meio Ambiente.
O que falta para aumentar a reciclagem? Para onde tem ido o óleo não reciclado?
A fabricação de óleo lubrificante é difícil, o que torna a reciclagem dele mais barata que produzir óleo novo. Hoje o país transforma em óleo novo quase 40% do óleo usado.
O Participação Popular vai discutir a poluição oleosa nesta segunda-feira, ao vivo, às 13h. O programa vai ao ar na TV Câmara, no portal Câmara Notícias (http://tv.camara.leg.br) e o no canal da Câmara no YouTube. Quem quiser participar, pode mandar comentários e perguntas ligando para 0800-619-619, por e-mail para participacaopopular@camara.leg.br , pelo Twitter (nome de usuário @ParticipacaoPop) ou pelo WhatsApp no número (61) 99620-2573.

Dúvida da Semana: a Área de Preservação Permanente – APP presente no meu terreno pode entrar no somatório da área de reserva legal?

Dúvida da Semana: a Área de Preservação Permanente – APP presente no meu terreno pode entrar no somatório da área de reserva legal?

09fev

O que são estas áreas?
Reserva Legal é a área localizada no interior de uma propriedade ou posse rural, que tem a função de assegurar o uso econômico de modo sustentável dos recursos naturais deste  imóvel.
Conforme estabelece a Lei Federal 12.651/12  (Código Florestal) em seu artigo 12, deve ser mantido uma cobertura de vegetação nativa, observando os percentuais mínimos em relação à área do imóvel, sendo de 20%, 35% ou 80% em áreas localizadas na Amazônia Legal, separadas da seguinte forma:
  • 20% para imóvel situado em área de campos gerais;
  • 35% em áreas de cerrado;
  •  80% em área de florestas.

Nas demais regiões do país a área destinada a constituir Reserva Legal é 20% do imóvel.
Já Área de Preservação Permanente (APP) são locais protegidos, cobertos ou não por vegetação nativa, com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das populações humanas, sendo considerado tanto em zona rural quanto urbana. O artigo 4º do Código Florestal define quais são as áreas consideradas APP.
Mas se houver em meu imóvel rural Área de Preservação Permanente; posso utilizar desta área para compor ou somar minha Reserva Legal?
A resposta para esta pergunta é, DEPENDE. Isso porque, a princípio, realmente não se pode compensar Reserva Legal, a qual está obrigado a manter em seu terreno, utilizando-se de APP que ali também se encontra. Porém, conforme estabelece o Código Florestal, desde que se atenda certos requisitos, o proprietário ou possuidor de um terreno poderá sim utilizar de APP, que se encontra em seu imóvel, como Reserva Legal.
Quais são estes requisitos?
Será admitido o cômputo das Áreas de Preservação Permanente no cálculo do percentual da Reserva Legal do imóvel, desde que cumpra os seguintes requisitos (artigo 15 do Código Florestal): I – o benefício previsto neste artigo não implique a conversão de novas áreas para o uso alternativo do solo; II – a área a ser computada esteja conservada ou em processo de recuperação, conforme comprovação do proprietário ao órgão estadual integrante do Sisnama; e III –  o proprietário ou possuidor tenha requerido inclusão do imóvel no Cadastro Ambiental Rural – CAR, nos termos desta Lei.
Por Felipe Lafetá.

Fonte: IUS NATURA


14 de Agosto - Dia do Combate à Poluição

No dia 14 de agosto, é comemorado o Dia do Combate à Poluição. Essa data busca conscientizar e procurar soluções para esse grave problema ambiental.

14 de Agosto - Dia do Combate à Poluição
  • Poluição atmosférica: Poluição caracterizada pela alteração da composição do ar e desencadeada, entre outras causas, por indústrias, automóveis e até mesmo fatores naturais, como atividades vulcânicas. Essa poluição relaciona-se com o agravamento do efeito estufa e o surgimento de chuva ácida;
  • Poluição hídrica: Poluição que afeta as propriedades físicas, químicas e biológicas da água, comprometendo a sua qualidade. Uma das principais fontes desse tipo de poluição é o despejo de resíduos urbanos em rios e lagos;
  • Poluição do solo: Essa poluição caracteriza-se pelo acúmulo e infiltração de agentes poluentes no solo. A poluição do solo está muito relacionada com o descarte inadequado de lixo e contaminação por produtos agrícolas, tais como agrotóxicos;
  • Poluição radioativa: é aquela causada pela liberação de algum tipo de radiação. Esse tipo de poluição é o mais grave e está associado a danos sérios à saúde da população afetada, como lesões em tecidos e órgãos, surgimento de tumores e mutações;
  • Poluição sonora: é aquela ocasionada por sons e vibrações de volume muito alto. Apesar de muitas pessoas não darem a devida importância a esse tipo de poluição, ela é grave e pode causar problemas cardíacos e mau humor.
  • Poluição visual: Esse tipo de poluição causa incômodo a quem vê, uma vez que deixa o ambiente carregado. Ela é gerada pelo número excessivo de propagandas, outdoors, posters e cartazes.

  • Separar o lixo orgânico e reciclável;
  • Evitar o uso de sacolas plásticas;
  • Reutilizar embalagens sempre que possível;
  • Evitar utilizar o carro, preferindo sempre caminhadas, bicicletas e transporte público;
  • Não jogar lixo nas ruas;
  • Não realizar queimadas;
  • Sempre que possível levar o óleo utilizado na cozinha para postos de coleta apropriados.

 
Eco Harmonia